São Francisco do Sul decorada com crochê

Mulher e filhos são encontrados mortos no Guanabara
25 de agosto de 2017
Mundo | Destruição nos EUA
28 de agosto de 2017

Crocheteiras e admiradores da técnica se reunirão para tecer teias de crochê que vão decorar diversos espaços públicos de São Francisco do Sul. A iniciativa faz parte do projeto “O que der na teia”, uma intervenção urbana que é comandada pela designer e artesã do time da Círculo S/A, maior fabricante de fios para trabalho manuais do país, Bruna SzpisjakAlgumas teias de crochê já foram confeccionadas durante este mês e ficarão expostas durante a 5ª Feira do Livro, que segue até o sábado (1º/9).

Durante o mês de agosto foram distribuídos kits produzidos em parceria com a Círculo S/A, com novelos, agulhas e gráficos da teia de crochê para um grupo de 35 crocheteiras de São Francisco do Sul tecer a peça em casa.  “A escolha da confecção de teias para a intervenção deve-se aos aspectos simbólicos da teia e do ato de tecer, que podem ser relacionados com o tempo, o destino e a cultura do trabalho feminino. São Francisco do Sul, com seus mais de 500 anos de história, é o cenário perfeito para propor junto à Intervenção uma reflexão sobre a passagem do tempo: memórias, desejos e lamentos que perpassam o local”, avalia Bruna.

A montagem das teias nos casarões, equipamentos públicos, trapiches e praças de São Francisco do Sul aconteceu no último sábado (26/8) com o ponto de encontro no Centro Cultural Ester dos Passos Rosa, na Rua Marechal Floriano Peixoto, nº 249, no Centro.  As teias de crochê ficarão expostas até o dia 1º de setembro, quando encerra a 5ª Feira do Livro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *