NO DIA MUNDIAL DA ÁGUA A CIA ÁGUAS DE JOINVILLE CONSCIENTIZA Á POPULAÇÃO PARA CONSUMO CONSCIENTE

RECEITA DO DIA: PAVÊ PRESTÍGIO
22 de março de 2017
RECEITA DO DIA: BOLO INTEGRAL DE BANANA
24 de março de 2017

O Dia Mundial da Água foi instituído pela ONU em 22 de março de 1992 e visa à conscientização da população a respeito dessa valiosa substância.

Sabemos que a água é um recurso essencial para a sobrevivência de todos os seres vivos. Ela atua mantendo nosso corpo hidratado, ajuda no transporte de substâncias, funciona como solvente, regula a nossa temperatura, participa de reações químicas, entre várias outras funções.

Apesar de o nosso planeta ser repleto de água, estima-se que apenas 0,77% esteja disponível para o consumo humano em lagos, rios e reservatórios subterrâneos. Vale destacar, no entanto, que essa quantidade não está distribuída igualmente por todo o território, consequentemente, existem locais onde esse recurso é considerado bastante valioso. Em virtude dessa desigualdade de distribuição, em várias regiões ocorrem verdadeiros conflitos por água.

Em Joinville temos vários mananciais que produzem Água que são captadas pela Cia Águas de Joinville que faz o tratamento e a distribuição com a melhor qualidade possível, segundo informou o gerente de águas da Cia Águas de Joinville, Bruno Gentil, em entrevista ao Jornal da Clube 1ª edição, na manhã de quarta-feira (22).

Um dos trabalhos incansáveis da Cia é a implantação e recuperação da rede coletora de esgoto, para muitos pode não ter ligação, mas quanto menos dejetos for para os rios e mananciais, maior a qualidade da água para consumo. Neste momento a zona sul da cidade está recebendo a implantação da rede coletora de esgoto. Bruno Gentil destacou que existe um cronograma de realização destas obras e que neste momento a zona sul está sendo contemplada, mas o saneamento básico será atendido em todas as regiões.

Ainda no jorna da Clube, Bruno Gentil destacou a quantidade de água produzida diariamente pela Cia Águas de Joinville, que hoje é de aproximadamente 1.200 litros por segundo, mas o que chama a atenção é o volume de água considerada perdida, cerca de 520 mil litros por segundo. Essa perda é considerada tanto por vazamentos visíveis como também pelos invisíveis, aqueles que ficam debaixo da terra e que a dificuldade em encontrar é maior.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *