Joinville já soma 100 focos do mosquito transmissor da dengue

Mãe de MC Melody quebra o silêncio sobre carreira da filha
22 de janeiro de 2019
‘Tá no Ar’ faz paródia da ‘Família Addams’ no segundo programa
22 de janeiro de 2019

Mordida por um mosquito Aedes. Esta espécie pode transmitir doenças como chikungunya, dengue e zika. Crédito: NIAID

Em apenas 22 dias de 2019, o Serviço de Vigilância Ambiental, da Secretaria da Saúde de Joinville já registrou 100 focos do mosquito Aedes aegypti no município, sendo 36 deles concentrados no bairro Boa Vista.  Em 2018, Joinville fechou com 806 focos, enquanto durante 2017 foram registrados 292 durante todo o ano.

A Vigilância Ambiental considera a situação de alerta, principalmente porque nesse momento há um grande volume de pessoas viajando e podem portar algum dos vírus.

O Aedes aegypti é responsável pela transmissão da dengue, febre chikungunya e zika vírus. Ele se reproduz em locais com água parada e vive próximo, ou dentro, de ambientes domésticos e de trabalho.

O Serviço de Vigilância Ambiental reforça o pedido aos moradores que mantenham o pátio limpo e livre de recipientes que possam acumular água.

Os moradores que tiverem focos em suas residências ficam sujeitos à notificação e multa. A multa varia de 2 a 10 UPM (Unidade Padrão Municipal), e o valor da UPM neste mês de janeiro é de R$ 287,07

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *