Joinville ganha nos quatro segmentos e torna-se hexacampeã do Parajasc

Motorista bêbado causa grave acidente na Zona Leste de Joinville
15 de outubro de 2018
Motoboy morre durante o trabalho na zona Sul de Joinville
15 de outubro de 2018

Entre os 46 municípios participantes, a delegação de Joinville foi a grande campeã da 14ª edição dos Jogos Abertos Paradesportivos de Santa Catarina (Parajasc), realizada em Jaraguá do Sul, de 10 a 14 de outubro. Além de ter vencido como campeã geral, também foi protagonista de algo sem precedentes na história dos jogos: venceu nos 4 segmentos: Deficiência Auditiva, Intelectual, Física e Visual, conferindo um valor especial ao título de hexacampeã. 

Foto: Heron Queiroz

A chefe da delegação, a coordenadora de Paradesporto da Secretaria de Esportes (Sesporte), Rosicler Ravache, atribui a conquista ao empenho de todos os atletas e técnicos, mas, também ao incentivo recebido da Sesporte, que contratou mais três professores para a equipe técnica. Segundo ela, os técnicos em deficiência física, intelectual e visual desenvolveram trabalhos mais individualizados, abrindo o leque de trabalho e motivando os resultados.

Ao todo, a competição reuniu cerca de 1,7 mil paratletas, a partir de 14 anos. A delegação de Joinville foi composta por 237 atletas, 12 técnicos, 25 integrantes da equipe de apoio, além de 8 soldados do 62o Batalhão de Infantaria.

“Tenho muito orgulho de trabalhar com esta equipe que é unida, com um prestando apoio ao outro, com dedicação”, conta Rosicler. Para ela, não foi vencedor apenas quem recebeu medalha. “Cada ponto foi importante. Inclusive, em deficiência física, ganhamos apenas pela diferença de 2 pontos. É importante que o paratleta saiba que é a somatória de todos que fez esta grande conquista”, destaca.

No terceiro ano da presença dos soldados do 62o BI na delegação, Rosicler reforça o agradecimento. “Eles ajudam os atletas nas situações de locomoção e uso de cadeiras de roda, liberando a equipe técnica para cuidar de suas funções com tranquilidade. Portanto, os soldados também se tornaram fundamentais na nossa delegação,” completa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *