Confirmado caso de dengue autóctone em Joinville

Secretaria de Assistência Social dá continuidade ao Projeto Assim
25 de fevereiro de 2019
Número de vítimas de bebida alcóolica adulterada na Índia sobe para mais de 150
25 de fevereiro de 2019

O Serviço de Vigilância Epidemiológica confirmou o primeiro caso de dengue autóctone (quando a doença é contraída dentro do município) em Joinville neste ano.

O responsável pela transmissão da dengue é o mosquito Aedes aegypti, que também transmite febre chikungunya e zika vírus. Ele se reproduz em locais com água parada e vive próximo, ou dentro, de ambientes domésticos e de trabalho.

A pessoa contaminada foi um homem, de 48 anos, morador do bairro Saguaçu, que confirmou não ter saído da cidade. Ele procurou o serviço de saúde e passa bem. Em seu local de trabalho, no bairro Jardim Sofia, a equipe da Vigilância Ambiental fará aplicação de larvicida. O bairro é considerado um dos mais infestados pelo mosquito.

Este ano, a Vigilância Ambiental registrou 420 focos do mosquito Aedes aegypt. Em 2018, Joinville contabilizou 806 focos do mosquito. No ano passado não foi registrado caso de contaminação autóctone e foram registrados cinco casos importados, quando a pessoal foi contaminada pela doença fora do município.

Alertas

O Serviço de Vigilância Ambiental emitiu um alerta para as unidades de saúde ficarem atentas a possíveis novos casos com sintomas de febre, dor atrás dos olhos e dor muscular intensa. “Pedimos que moradores que mantenham o pátio limpo e livre de recipientes que possam acumular água”, ressalta a coordenadora do Serviço de Vigilância Ambiental, Nicoli dos Anjos.

Os moradores que tiverem focos em suas residências ficam sujeitos à notificação e multa. A multa varia de 2 a 10 UPM (Unidade Padrão Municipal).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *