Agentes de Trânsito são treinados para fiscalizar o novo sistema em Joinville

Forte chuva destrói parte da casa de Glória Maria no RJ
9 de abril de 2019
Desfile comemora os 160 anos de Pirabeiraba
9 de abril de 2019

O Departamento de Trânsito de Joinville (Detrans) iniciou esta semana o treinamento dos 60 agentes de trânsito e 37 agentes da Guarda Municipal que irão atuar na fiscalização do novo Sistema de Estacionamento Rotativo Público.

Segundo o cronograma da Secretaria de Proteção Civil e Segurança Pública (Seprot), no próximo dia 15, segunda-feira, será iniciada a fase de orientação dos motoristas. No dia 26 de abril o sistema rotativo entra efetivamente em operação.

 A capacitação dos agentes vai até quinta-feira (11), quando os 97 agentes receberão informações sobre o sistema de controle das vagas e como punir os veículos infratores. As principais regras são o tempo máximo de uso da vaga e respeito às categorias para carros, caminhões, idosos, pessoas com deficiência, motos e para veículos com uso obrigatório de pisca-alerta ligado (15 e 30 minutos).

Cada agente trabalhará com um tablet onde irá registrar em planilha a chegada e saída dos veículos nas ruas sob sua fiscalização. Além deste programa desenvolvido pela Secretaria de Planejamento Urbano e Desenvolvimento Sustentável (Sepud), o Estacionamento Rotativo contará com um talonário eletrônico do Sistema Radar, fornecido pelo Serpro, do Governo Federal, que faz a gestão de infrações de trânsito, desde o registro pelo agente até a impressão e postagem das notificações para pagamento das multas.

“Essa experiência de Joinville em implantar um estacionamento rotativo gratuito é uma ponta de lança para todo o Brasil”, resumiu o secretário de Proteção Civil Braulio Barbosa. “Sabemos que vamos encontrar óbices, mas vamos superar e dotar a cidade de um bom sistema de gestão viária”, ressalta.

Durante a capacitação os agentes recebem informações detalhadas sobre como operar o software de controle, desde o registro da parada de um veículo, número da placa e da vaga, monitoramento do tempo e emissão da multa nos casos de quebra de regra.

Número de vagas

Nesta primeira etapa serão implantadas 905 vagas. A novidade é o fato de ser gratuito, porém com tempo de utilização do espaço limitado a até duas horas. O período de uso será de segundas a sextas-feiras das 8h30 às 18h30 e aos sábados das 8 às 13 horas.

Nos casos de desacordo com a norma serão autuados por infração do Código de Trânsito Brasileiro, por estacionamento irregular (R$ 195,23). Os veículos também poderão ser guinchados do local. A mesma vaga só poderá ser utilizada uma única vez no dia por cada veículo.

Nesta primeira etapa, as 905 vagas estarão demarcadas em 17 ruas da área central. Os locais já estão sinalizados com placas com indicativo do tipo de veículo e tempo máximo permitido. Esse tempo máximo na mesma vaga varia de uma a duas horas, de acordo com a área estabelecida. Após esse tempo o condutor é obrigado a retirar o veículo da vaga.

As 905 vagas da primeira fase serão distribuídas da seguinte forma: 758 para carros (2 horas), 30 para caminhões (1 hora), 33 para idosos (2 horas), 22 para pessoas com deficiência (2 horas), 35 para motos (2 horas) e 27 para veículos com uso obrigatório de pisca-alerta ligado (15 e 30 minutos).

O sistema está sendo implantado nas ruas dos Ginásticos, Mario Lobo, Luiz Niemeyer, Princesa Izabel, Dona Francisca, 15 de Novembro, do Príncipe, travessa Bachmann, 9 de Março, Jacob Richlin, Três de Maio, Rio Branco, Sete de Setembro, Padre Carlos, Marinho Lobo, Abdon Batista e Frederico Stoll.

Após a implantação de galerias do Projeto Rio Mathias na área central o estacionamento será implantado nas ruas São Francisco, São Joaquim, Engenheiro Niemeyer e Jerônimo Coelho. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *